11 de abril de 2010

Oito ou oitenta


Não. Eu não gosto de escrever difícil. Devoro livros de todos os tipos, leio Carlos Drummond de Andrade, por exemplo, mas nunca foi o meu forte usar palavras que possam vir a dificultar quem lê os meus textos.

Deve ser porque eu sou do tipo exata. Gosto de ir direto ao ponto em tudo, de me fazer entender logo de cara. Eu costumo dizer que só não me entende quem não quer! Minha expressão facial me entrega, o que nem sempre é bom. Copiando a famosa frase de Descartes e modificando-a só um pouquinho do "penso, logo existo" a minha fica "penso, logo falo". Pois é, eu realmente falo mais do que devo, penso mais do que necessário e sinto mais do que qualquer um desses dois juntos, ou seja, minha sinceridade é algo que não tem limite, ou melhor tem, o meu limite vai desde quando eu acordo até a hora de dormir. Nesse intervalo de tempo, se eu fosse você, sairia de perto de mim!

Gosto de escrever, adoro escrever. Para mim é mais do que uma simples terapia e está muito longe de ser apenas um prazer momentâneo. Escrevo porque em cada linha me descubro. Gosto de deixar registrado cada fala, cada pensamento, para depois ler e pensar com orgulho: "nossa, nem acredito que fui eu quem escreveu tão belas palavras". Ou com um desgosto profundo: "eu falei, pensei e escrevi isso? meu deus que horror". Faz parte. O que simplesmente não combina comigo é falar por falar, sem tocar ninguém. Eu gosto de deixar minha marca registrada de que estive ali na vida de alguém e que em algum momento eu fui muito importante ou muito ruim... Porque qualquer um que se atreva a deixar sua marca está propenso a despertar alegrias e mágoas, comigo não é diferente.


Não gosto de calor, apesar de ser carioca. Adoro um frio, mas sem chuva. Sou aquariana e isso me faz sonhar acordada. "Abençoada por deus e vascaína por natureza"... Ah, e antes que eu me esqueça, futebol é pra mulher sim! Curto um bom James Blunt no fim da noite; Adoro um bom prato de comida e detesto academia. Fissurada em sandálias e chocólatra assumida. Não suporto mentira e i-g-n-o-r-o gente falsa! Quando gosto eu gosto mesmo, sem amarras, sem pé atrás, eu me atiro, me jogo e seja o que Deus quiser. Quando não gosto eu odeio, desprezo e não duvide de mim, eu viro um bicho mesmo! Sou bem oito ou oitenta. Tenho pena de quem não sente a menor vontade em viver e acho graça de quem não sente vontade de absolutamente nada. Eu tolero até certo ponto... E meu "certo ponto" é bem curto, aviso logo! Sou ansiosa e sei que muitas vezes tiro alguém do sério.


Gosto de amar, de ser amada... Gosto do amor. Seduzir, falar, tocar... Hum, isso muito me agrada. Fazer amor numa tarde chuvosa e deitar a cabeça no peito do amado, escutando as batidas do coração. Gosto de uma amizade que me tire boas risadas. Não curto sensações mornas, nem coisas mais ou menos. Tenho mil e um defeitos que se misturam com mil e uma qualidades, dando um resultado final de dois mil e dois pensamentos e atitudes. Mas o final você já sabe: um copo com duas pedras de gelo e quatro dedos de ousadia, por favor.
(Vanda Ferreira)


6 comentários:

  1. Paulo Eduardo (Duda)11 de abril de 2010 13:55

    Seus gostos se assemelham muito com os meus. Um belo texto!




    Beijos do Duda =*

    ResponderExcluir
  2. A sinceridade é uma virtude, uma grane virtude, e mesmo quando se é "sincero de mais", não deve ser um problema, é clao que devemos saber contar aquelas mintirinhas sociais, mas não há por que sair de perto de uma pessoa sincera!
    Ao contrário de ti, eu adoro o calor, sol, praia, calor é tudo de bom, calor humano principalmente, pode até ser que eu pense assim por que moro praticamente voltado por icebergs aqui no sul, mas não vem ao caso.
    O amor, a paixão, sedução, um jogo de palavras e olhares é o que da tempero a vida... traz emoção, alegria, as vezes tristeza... mas qual o mal de ter seus momentos de tristeza?? É bom para mais uma vez entendermos que a vida não é um "mar de rosas" e se for, tem muitos espinhos.

    Escrevendo assim, colocando emoção em cada traço de letra, quero que se descubra cada vez mais!!

    beijinhos do Mirmick

    ResponderExcluir
  3. HAHAHAHA ameeeeeei a frase final
    ta arrasando hein muleca =D
    PARABÉÉNS

    ResponderExcluir
  4. eu tb, nao suporto rodeios........gosto de tudo direto ao ponto!

    ResponderExcluir
  5. Concordo em gênero, número e grau.

    ResponderExcluir